APAT

Associação para Pesquisa e Assistência em Transplante

Quem Somos

A APAT foi criada por um grupo de médicos clínicos e cirurgiões de transplantes da clínica HEPATO (www.hepato.com.br), depois de constatarem que vários pacientes vindos de outras regiões do país, não conseguiam acesso ao tratamento pela dificuldade de se manter em São Paulo. O problema social tornava-se fator limitante e, até, impeditivo. Sendo assim, movidos por um espírito de solidariedade e cidadania e responsabilidade social criaram a APAT.

A APAT é mantida com recursos dos próprios médicos, colaboradores, entidades sociais e eventos.

Nossa associação atua na área Assistencial e Científica.

No cunho científico, atua através do desenvolvimento de projetos de pesquisa, com a participação dos médicos em eventos nacionais e internacionais e aquisição de conhecimentos no exterior, com estágios permanentes dos seus integrantes. A HEPATO tem sido responsável pela formação e desenvolvimento de vários serviços transplantadores no Brasil, incluindo o projeto TRANSPLANTES SEM FRONTEIRAS, além de participar de consideráveis pesquisas científicas. Outro de seus objetivos é difundir, a responsabilidade social, estimulando a criação de novas unidades institucionais construídas a partir do modelo da Casa de Apoio da APAT, colaborando, assim, para o aumento do atendimento à grande parcela da população que necessita de assistência de alta complexidade, como é o caso do transplante, e que por motivos financeiros, abandona o tratamento que na maioria das vezes é a única chance de sobrevida e melhora de qualidade de vida destes pacientes.

Na área assistencial, mantém uma casa de apoio que oferece apoio material, moral, psicológico, nutricional e médico através do grupo HEPATO às pessoas carentes de recursos, candidatas a transplantes e/ou transplantados para continuidade de tratamento.

Os pacientes inscritos na lista de Transplantes, quando se aproximam do primeiro lugar, são chamados a São Paulo com acompanhantes e alojados na APAT, onde irão dispor daí em diante de acolhimento, alimentação, assistência médica preventiva e assistência psicológica e nutricional até o momento da internação para o ato cirúrgico. Tal assistência é garantida aos pacientes após a alta hospitalar, por um período de 3 a 6 meses, até que reúnam condições para o seu retorno. Além disso, os voluntários proporcionam atividades de profissionalização às acompanhantes para que aprendam e desenvolvam meios de subsistência.

Desde sua fundação, em 2004 até o ano de 2012 passaram pela casa 1810 pacientes e acompanhantes. A casa hoje tem capacidade para 14 pacientes e 14 acompanhantes. Na casa também temos, um consultório para atendimento gratuito à população na área de hepatologia e transplantes de órgãos.

Nosso maior objetivo é garantir o direito à vida, proporcionando a estas pessoas a possibilidade de ter acesso ao tratamento com dignidade.

Vamos ajudar a manter a Casa de Apoio da APAT!

Cupom Solidário

 

Mantenedores